Carnaval, Equador

Combis+Tungurahua+Banderas

Riobamba, Guano y Guanando
O Carnaval no Equador dura vários dias e cada terrinha o festeja de maneiras diferentes.
Na praia a palavra de ordem é festa e a romaria desde as cidades até à costa é infindável.
Nas terras serranas do interior, as coisas são diferentes e quase fazem lembrar “o Agosto em Portugal”.
Desde a Capital ou de Guayaquil, os filhos pródigos regressam à terrinha e as vilazinhas engalanam-se para os receber. Desfiles e desfiles são o mote para que toda a gente se veja envolvida num jogo de pinturas, atirar farinha e espuma e, sobretudo, muita água.
Nos desfiles, os figurantes revelam desde os fatos mais tradicionais até às vestimentas mais abusadas, onde os bailes tradicionais se misturam com o Gagnan Style… coisas da modernidade. Desde um camião novinho em folha transportando um sem número de colunas que deixam qualquer um surdo, até a uma carroça puxada por um burro que trás a rainha (espécie de miss, mas mais tradicional) do povo, tudo se pode ver, sem nunca perceber muito bem se haverá algum tema comum no meio de tanta confusão.
É impossível evitar sair completamente molhado, pintado, mas com um sorriso nos lábios. Mas em boa verdade, com tudo o que sofremos, esperamos não ter de ver um Carnaval durante muito tempo.
A celebração mais tradicional e mais bonita que encontramos foi em Guanando. Durante o dia, parelhas de bois trazem uma quantidade imensa de troncos e folhas secas (chamiça) que durante toda a noite alimentam um fogo que aquece e purifica todos os aldeões que convivem ao redor das gigantes fogueiras distribuidas pelo “pueblito” (claro que não falta o álcool para ajudar). Enormes fogueiras são alimentadas por toda a gente do povo que depois prestar tributo ao Senhor da Boa Morte, padoeiro da terra, saem mascarados em redor da igreja a celebrar os Carnavais.
Aí tivemos a oportunidade de acampar, e despertar com uma vista fantástica do cume nevado do Vulcão Tungurahua.
A Tribu juntou-se, formou-se o seu circulo de combis, e, no calor de um belo braseiro, preparamos um delicioso jantar comunal.

E, assim, passamos o Carnaval, começando nas terras frias e serranas e terminando no calor da costa do Pacífico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAphotoshake_1360899919492OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s